Adoção

Muitas questões surgem na adoção de uma criança pequena.

A adoção é um processo mútuo, o que significa o envolvimento dos pais e da criança na construção de novas relações.

Cada caso de adoção tem um caminho singular.

Alguns temas, porém, são comuns:

  • Os temores sobre a origem da criança.
  • As motivações e as expectativas dos futuros pais e a criança real.
  • A história de vida que toda criança adotada tem e que deve ser respeitada.
  • Os sentimentos que esta criança adotada provoca, testando os limites dos pais, tendo por vezes um comportamento agressivo e inesperado.
  • A ocasião para conversar com a criança sobre sua história e a dos pais adotivos.

Construir um vínculo de filiação exige esforço, dedicação, trabalho e, sobretudo, tempo. Implica em abrir preciosos momentos de escuta, para a criança e para os pais, para o novo convívio, com muitas mudanças e desafios.

Um acompanhamento psicoterapêutico tanto para a criança como para a família contribui para que todos possam viver esta fase de forma mais construtiva e menos desgastante.

Uma entrevista inicial avalia o número de encontros necessários para este trabalho.

 

Para agendar uma consulta clique aqui.

Start typing and press Enter to search